TELEAULAS MEC FUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO

Teleaulas gratuitas por meio da metodologia de ensino da Fundação Roberto Marinho, vão tornar direito público de ensino em 10 estados em 2014, por meio de parceria com o MEC e governos estaduais, com intuito de atender mais de 200 mil estudantes do ensino básico na primeira etapa que começa em 2014.

Telecurso

Nas telessalas da Fundação são aplicadas as aulas do telecurso 2000 por meio de livros, teleaulas, material didático complementar, tornado o aprendizado mais dinâmico e interessante, para que mais pessoas possam participar, permanecer nas aulas e concluí-las.

O ambiente de aprendizagem F. Roberto Marinho é reconhecido pelo MEC e está presente em escolas da rede pública, empresas, instituições privadas, organizações onde oferece todas as ferramentas mais importantes para formação de educadores e alunos como televisão, livros e internet.

As teleaulas são para pessoas que não concluíram o ensino básico que é o Ensino Fundamental e Médio, que estão com idade fora dos padrões para as séries, principalmente para os que vão cursar a partir do 6º ano, pois muitas pessoas cursam até o 5º ano.

Dez estados brasileiros serão beneficiados pela parceria, onde vão formar muitos estudantes. Os estados que as teleaulas estão sendo implementadas em 2014 são Acre, Amazônia, Rondônia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio de Janeiro, Piauí, Bahia, Pará e Paraíba.

Essa ação entre a Fundação e governos será muito importante para quem está fora das salas de aulas, o objetivo é formar pessoas e diminuir a desigualdade social para sua inclusão social.

Estudantes e concluintes no ensino básico têm muito mais chances começar uma carreira profissional ou ter um melhor cargo dentro de uma empresa, pois se permite ao acesso do ensino de qualificação profissional, ensino técnico e superior gratuitamente em instituições vinculadas com Ministério da Educação de todo o Brasil.

A notícia sobre a parceria pode ser conferida no site do governo federal, neste link : www.brasil.gov.br

Adicione um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *